Mais Lidas
O principal foco da campanha é afastar conceitos equivocados e atitudes discriminatórias contra pessoas com autismo. 01/05/2021 12:38

NATURALIZAR E INCLUIR, A CAMPANHA CONTINUA

SEMED segue promovendo a inclusão da população com autismo

Autor(a): Larissa Rocha/Ascom PMP Foto: ASCOM

Durante o mês de Abril, a equipe do Atendimento Educacional Especializado (AEE) da SEMED intensifica as ações de sensibilização sobre o Transtorno do Espectro Autista (TEA). Mesmo com os avanços sociais, a campanha precisa durar o ano todo para superar os desafios ligados a essa condição (como o diagnóstico e a exclusão social do autista).

“Os desafios da convivência social começam na infância e o período escolar é cheio de percalços, principalmente devido a convivência social. Precisamos de compreensão e entendimento da sociedade. Sem preconceito é possível que nós autistas tenhamos uma vida normal”, relatou Luana Barbosa Durães.

O principal foco da campanha é afastar conceitos equivocados e atitudes discriminatórias contra pessoas com autismo.

“Hoje, cerca de 2 milhões de brasileiros estão dentro do TEA. A Organização Mundial da Saúde (OMS) aponta que há cerca de 70 milhões de pessoas com autismo no mundo. Destas, 2 milhões somente no Brasil. Infelizmente, a grande incidência não diminui a desinformação sobre o transtorno, e muitos não recebem o diagnóstico, o tratamento e o respeito a que têm direito. Nosso trabalho é para transformar essa realidade”, informou Maria Liliane Pereira Soares, especialista em educação da SEMED. 

A equipe do AEE agradece a participação da equipe diretiva da SEMED, das unidades de ensino e da Associação dos Surdos de Pirapora (ASP).

 

MUNDO AZUL: PESSOAS COM AUTISMO SENTEM DE UM JEITO DIFERENTE

O transtorno do espectro autista (TEA), popularmente conhecido como autismo, é um distúrbio do desenvolvimento e uma condição neurológica que pode reverberar em comportamentos específicos e nas interações sociais. 

Diante da amplitude do espectro, para que crianças e adolescentes com autismo tenham a chance de se desenvolver plenamente, é necessário que o TEA seja diagnosticado o quanto antes.

A secretária de Educação, Jacqueline Guimarães, comentou: “É fundamental o olhar atento, humano e empático sobre as crianças e adolescentes. Por isso, campanhas como esta, organizada pela nossa equipe do AEE, são tão importantes: para ampliar o debate, expandir o nosso olhar e suscitar o acolhimento”.

Por isso, a campanha continua com um convite emocionante, feito pela mãe Adriana Menezes: “Busque informação e tente compreender, sua atitude e acolhimento fazem a diferença”, que está disponível no ultimo vídeo da série de sensibilização sobre o autismo.

Acesse o depoimento pelo link: https://www.facebook.com/prefeituradepirapora/videos/273863194255082

 

#PrefeituraPirapora #AçãoeReconstrução #UmNovoTempo #Educação #SEMED #RedeMunicipaldeEnsino #EnsinoAprendizagem #piraporamg #GestãoTransparente #administraçãomunicipal  

Banner