Mais Lidas
Dia Internacional de Combate às Drogas 27/06/2019 14:23

Sensibilização para libertação do vício

Autor(a): Larissa Rocha/Ascom Foto: Ascom

Atualmente, cerca de 243 milhões de pessoas, entre 15 e 64 anos, fazem uso de drogas ilícitas segundo dados do Relatório Mundial sobre Drogas da ONU. Como este é um mal social presente em todo o mundo, o dia 26 de junho marca a data escolhida pela Organização das Nações Unidas (ONU) para o Dia Internacional de Combate às Drogas.

Em Pirapora, a Secretaria Municipal de Família e Políticas sociais, por meio do Centro de Acolhimento e Atenção ao Uso Abusivo de Álcool, Crack e outras Drogas (CEAD), com apoio do Conselho Municipal Antidrogas (COMAD), realiza diversas atividades de sensibilização quanto ao tema, especialmente no mês de junho.

A referência técnica do CEAD e presidente do COMAD, Carla Valéria, explica que o equipamento socioassistencial é um serviço específico para o cuidado, atenção continuada às pessoas com necessidades advindas do uso de álcool, crack e outras drogas: “O centro oferece diversos atendimentos à população. Uma das nossas grandes conquistas são os grupos de fortalecimento dos laços familiares e comunitários, principalmente o ‘Amor Exigente’ e ‘Narcóticos anônimos’, que atuam com usuários e familiares”.

 

“CERCA DE 5% DA POPULAÇÃO MUNDIAL USA DROGAS ILÍCITAS”

“Os dados do Ministério da Saúde mostram que esse é um problema de saúde pública mundial, com proporções muito graves. Assim, atinge a vários segmentos, tem relação com acidentes de trabalho, violência domiciliar, crescimento da criminalidade e etc. Por isso, nos empenhamos para combater o uso abusivo de drogas em nosso município”, ressaltou José Geraldo, Superintendente de Dependência química e apoio a deficiência.

A secretária Heloisa Alves de Almeida Gribel ressalta a importância do acolhimento: “Os casos do uso de drogas estão pra além da saúde. Muitas vezes, eles estão em um contexto de vulnerabilidade social, necessidades que estão muito além do que apenas as drogas. É preciso colocar as drogas entre parênteses e colocar o indivíduo da centralidade do atendimento”.

A prefeita Marcella Fonseca, parabeniza os setores pelo empenho e dedicação em sensibilizar a população de Pirapora quanto ao problema das drogas: “É muito importante ter esses eventos na programação oficial do município, pois mantém vivo o debate sobre as formas de enfrentar o vício. Principalmente para garantir que a informação chegue até os usuários, familiares, profissionais e toda a população”.