Mais Lidas
Saae Pirapora 07/06/2019 10:58

População de baixa renda pode solicitar tarifa social no SAAE-Pirapora

Autor(a): Ascom SAAE Foto: Divulgação

A Tarifa Social é um programa oferecido pelo SAAE-Pirapora que concede descontos em sua conta de água, conforme o volume consumido. Quanto menor for o consumo, maior é o desconto em relação à tarifa convencional. O decreto 151/2001 que autoriza a autarquia a implantar a tarifa é concedido a todas as famílias de baixa renda, que comprovem, mediante documentação, os requisitos para o cadastro.

 

Para se cadastrar no programa é necessário que o usuário residencial, com ligação simples de água, atenda as seguintes solicitações:

 

  • O usuário terá que consumir por mês 15 m³ de água.
  • A concessão do benefício fica condicionada à área construída do imóvel, que não poderá ser superior a 50 m².
  • Comprovação da renda familiar que não poderá ser superior a 01 (um) salário mínimo mensal.

 

Documentação

Para o cadastramento o interessado deve apresentar o RG, CPF, uma conta de água em seu nome ou o comprovante de vínculo com o imóvel, como o contrato de compra e venda, contrato de locação, ou outro documento que comprove que ele é o responsável pelo consumo no respectivo endereço. Após o requerimento O SAAE enviará um fiscal ao local para conferir os dados fornecidos pelo cliente.

Setor Responsável pelo Cadastro

O cadastramento deve ser feito no Escritório do SAAE-Pirapora, na Avenida Salmeron, 255 – Centro. Mais informações podem ser obtidas pelos números de atendimento: 0800-283-1595ou 38-3741-1530. Celular do atendimento: 38-98823-1137.

Tarifa Social é para todos

O diretor geral, Esmeraldo Pereira, falou sobre a importância de informar as famílias de baixa renda sobre o programa. “O benefício da Tarifa Social é para toda a população de Pirapora, pois, com certeza haverá economia no consumo de água. E hoje, quem não quer um desconto nas despesas da casa? Então, é importante que tragam os documentos corretos e que aguardem a visita do técnico do SAAE, que irá verificar se todos os dados estão corretos. A partir dessa comprovação é autorizado àquela família participar do programa. E a informação precisa ser repassada, é importante que famílias de baixa renda e que se enquadrem nesses requisitos procurem a autarquia e se cadastrem”, explicou o diretor.