Mais Lidas
Pirapora é referência na produção da agroindústria e agricultura familiar 06/06/2019 17:18

Encontro da Mulher Rural

Pirapora é referência na produção da agroindústria e agricultura familiar

Autor(a): Larissa Rocha/Ascom Foto: Ascom

O evento, que está em sua quarta edição, é uma realização da Secretaria Municipal de Família e Políticas Sociais (SEFAM), por meio do Centro de Referência da Mulher (CREMP), em parceria com a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Minas Gerais (EMATER/MG).

Os principais objetivos do encontro foram debater sobre autonomia econômica das mulheres rurais, com a capacitação técnica como instrumento, e a integração entre o campo e a cidade por meio do intercâmbio de experiências e diálogo sobre políticas públicas e desenvolvimento rural e de gênero.

Na cerimônia de abertura estiveram presentes: representando a prefeita Marcella, o secretário municipal de governo, Sinvaldo Alves Pereira; o secretário de desenvolvimento econômico, Darci Maia; o secretário de Infraestrutura e Urbanismo, Jose Marcio Vargas Liguori; o secretário de educação, Rodrigo Barbosa; a secretária de saúde, Maria Cândida Fiuza; o Gerente regional da EMATER/Montes Claros, Ricardo Peres Demicheli; o presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Pirapora, Edmar Rodrigues Diniz; o presidente do Conselho Municipal de Desenvolvimento Sustentável, Geraldo Magela dos Santos; representando a Associação do Projeto de Assentamento do Paco Paco, Joaquim Pereira de Souza; a senhora Luzia Soares dos Santos, representando as mulheres rurais do município.

Participaram também moradores das diversas comunidades rurais de Pirapora, funcionários da EMATER, visitantes da cidade de Ibiaí e servidores de vários setores da prefeitura. O evento contou com mostra de arte, com obras dos artistas plásticos Paulo Terra, Carlos Barreto, Rafael Queiroz, Dayse Martins e Kenia Barros. A trilha sonora ficou por conta dos artistas Veridiana, Hebert e Leila Pereira.

Houve também bancas com a produção das principais agroindústrias que tem atuado no município. “Todos os anos o evento promove o empoderamento dessas mulheres – e suas autonomias participativa, econômica e física. Ações como esta reafirmam o desenvolvimento rural sustentável de Pirapora, que está em um patamar de referência regional”, enfatizou Fabiane Pereira Pinheiro, extensionista da EMATER Pirapora.

A coordenadora do Centro de Referência da Mulher (CREMP), Kênia Barros, enfatizou: “Atualmente, mesmo em propriedades bem mais simples, as mulheres começaram a assumir áreas que eram quase exclusivas dos homens. Aos poucos, a presença da mulher no campo ganha espaço e elas se mostram cada vez mais capacitadas para atuar no mercado. Mesmo desempenhando um papel fundamental na agricultura familiar, a maioria das produtoras rurais continuam enfrentando um grande preconceito em relação a desigualdade de gênero e, por isso ainda existe um longo caminho para atingir o equilíbrio de direitos e oportunidades”.

“A cada edição, o Encontro da Mulher Rural reafirma o trabalho primoroso que é realizado pelas produtoras do campo e importância da integração entre os setores institucionais, o empresariado e a sociedade civil. Só assim poderemos alcançar, em nosso município, o desenvolvimento socioeconômico por meio do empreendedorismo das mulheres do campo”, afirmou o secretário de governo, Sinvaldo Alves Pereira.

O secretário de Infraestrutura e Urbanismo, Jose Marcio Vargas Liguori, também afirmou a importância do evento, ressaltando que “todos os anos o evento cresce. Aos poucos ele vai tomando forma de um encontro de negócios, onde a produção do município ganha cada vez mais destaque”.

 

FORMAÇÃO E AÇÃO

Logo após a cerimônia de abertura, o público foi agraciado com uma palestra, com a coach Raquel Wojcik, sobre “A importância de ter objetivos em minha vida”. A palestrante enfatizou a importância do planejamento para todos e principalmente as produtoras rurais, que desejam expandir e melhorar seus negócios.

Em seguida, Fabiane Pereira Pinheiro, extensionista da EMATER Pirapora, mostrou o processo de avanço da certificação das agroindústrias em Pirapora, que em sua maioria são comandadas pelas mulheres rurais. Em seguida, todos os presentes puderam apreciar a produção das agroindústrias locais nos estandes do evento.

 

CONCURSO DE PRATOS

O momento mais gostoso do evento é, sem dúvidas, a hora de degustação das criações especiais das produtoras rurais. O concurso teve dez pratos concorrentes, com variedade de doces e salgados, tendo como ingrediente principal abóbora: doce de abóbora cristalizada, moranguinha recheada, jerimum à moda nordestina, pavê de abóbora, moranga recheada, caldo de abóbora, creme de abóbora à mineira, escondidinho de carne seca com moranga cabotiá, pão de queijo de abóbora recheado com carne seca e bolo de abóbora de festa.

A mesa de jurados foi composta pela prefeita Marcella Fonseca; os chefes de cozinha, Fernando de Paula e Paulo Altoé e a grastrônoma, Fátima Delfino. A iguaria que encantou o paladar dos jurados e ganhou pontuação máxima foi o “Caldo de Abóbora”, da produtora Dilma Francisca Sanches Lima, da comunidade Paco Paco.

“Agrademos imensamente aos empresários que abraçaram esse evento e a todas as comunidades rurais que integraram o encontro. Além disso, agrademos a parceria imensurável da EMATER, que desenvolve junto ao CREMP, ações com as comunidades rurais por meio do projeto Flores do Cerrado. Ver a valorização das nossas mulheres demonstra a força das política social da gestão da prefeita Marcella”, enfatizou a secretária municipal de família e políticas sociais, Heloísa Alves de Almeida Gribel.

“O importante dessas ações realizadas pela secretaria da Família e Políticas Sociais são as oportunidades de expor os produtos e a realidade das mulheres que vivem na área rural. Valorizar o campo e investir na agroindústria é um trabalho realizado pela Prefeitura de Pirapora. Conheça as atividades sociais do nosso município, a participação da sociedade é fundamental para o sucesso dessas ações”, comemorou a prefeita Marcella.