Mais Lidas
Pirapora ganha primeira Festa Literária 02/05/2019 14:14

Pirapora ganha primeira Festa Literária

Autor(a): Kelly Cristina Foto: Divulgação

Entre os dias 16 a 18 de maio, Pirapora estará envolvida com a sua primeira Festa Literária – FLIPI, evento gratuito que tem como público estudantes e profissionais da educação de escolas públicas municipais, estaduais e federais.

Nesta terça-feira, 30 de abril aconteceu na Semed uma reunião para tratar dos detalhes sobre o evento.

O evento aberto ao público em geral será realizada no Centro de Convenções José Geraldo Honorato Vieira, organizada pela autora Maria Sóter Vargas que contratou o Clube Literário Tamboril e conta com apoio da Secretaria Municipal de Educação de Pirapora, o coordenador de comunicação pedagógica do evento: João Henrique Moreira de Faria, Empresa Municipal de Turismo, 30 SRE, IFNMG, Associação Comercial Industrial Agropecuária de Pirapora, AB Florestal, Câmara de Dirigentes Lojistas de Pirapora e Câmara Mineira do Livro.

A autora Maria Sóter Vargas, responsável pelo projeto da FLIPI, informou que a ideia é incentivar a leitura. “A ideia iniciou em 2015 quando percorri de Pirapora a Itacarambi, Propriá-SE, Penedo-AL, Carinhanha-BA e Petrolândia-PE com o projeto do livro Pira-poré e o rio que foi um sucesso, fizemos doações do livro e contações de histórias nas escolas e bibliotecas. Estamos realizando a festa literária no próximo mês através do Ministério da Cidadania, Governo Federal e programa da Lei de Incentivo a Cultura com patrocínio da Minas Ligas. Contaremos com a presença de autores e haverá contação de histórias para os alunos da rede pública", disse.

O secretário de Educação de Pirapora, Rodrigo Barbosa ressaltou que a cultura é importante para agregar valor na formação das crianças. “Eu não consigo enxergar a educação sem a cultura. A cultura e o esporte consolidam valores garantindo um futuro melhor”, concluiu.

Participou da reunião a assistente técnico educacional da Semed, Gislene Santos Custódio e a coordenadora da FlIPI na cidade, Ildete Braga.


A 1ª FLIPI contará com participação especial de:

Ilan Brenman – Nascido em Israel, radicou-se no Brasil, em São Paulo. Considerado um dos principais escritores de literatura infantil do Brasil. Mestre e Doutor pela Faculdade de Educação da USP, bacharel em Psicologia pela PUC de São Paulo. Publicou mais de 70 livros, ganhou diversos prêmios, dentre eles o prêmio pela FNLIJ (Fundação Nacional do Livro Infanto-Juvenil) de Melhor Livro para Criança de 2011, pelo livro “O Alvo”. É um dos autores brasileiros de literatura infantil mais traduzidos no exterior: Alemanha, França, Itália, Suécia, Dinamarca, Polônia, Portugal, Espanha, México, Argentina, China e Coreia do Sul. Em 2014, estreou um boletim semanal na Rádio CBN, falando sobre Educação e Literatura. Ilan é autor do best-seller internacional: “Até as Princesas Soltam pum”.

Ilan estará na FLIPI no dia 17 de maio, sexta-feira, onde terá um encontro com as crianças do ensino público fundamental, de 8h30m às 10h, e em seguida fará uma palestra para professores da rede pública de ensino, aberta à participação do público em geral, de 10h às 11h30m.

Cida Mendes, a “Concessa” - A atriz nasceu em Pará de Minas (MG). Em 1993, teve a ideia de montar um pequeno restaurante-teatro, onde apresentava esquetes cômicos de sua autoria. A personagem Concessa surgiu nessa época e foi dando vida a ela que Cida Mendes carimbou o passaporte para o teatro profissional, ao conquistar o primeiro lugar no Prêmio Nacional Multishow de Humor - GLOBOSAT, em 1997. Iniciava-se a trajetória do Grupo Tripetrepe - uma parceria bem sucedida de Cida com a diretora Iolene de Stéfano e a produtora Consuelo Ulhoa. Cida também teve atuação destacada na Turma do Didi, na TV Globo; Escolinha do Barulho, na TV Record; Boa Noite Brasil, na TV Bandeirantes; e no Programa “Feminina”, da TV Alterosa/SBT. Integrou o elenco dos filmes “A Enxada”, de Iberê Cavalcanti, e “O Tronco”, de João Batista de Andrade.

Concessa faz apresentação na FLIPI no dia 16, às 16 horas, com o espetáculo “Pendura e cai”, para estudantes e professores do ensino médio das escolas públicas de Pirapora e público em geral.

Alessandra Visentin – Atriz, contadora de histórias, é formada em psicologia pela Universidade Federal de Juiz de Fora. Começou no teatro em 1993. Apresentou-se por todo o país em festas e feiras literárias. Em 2015, tornou-se membro da RIC – RedInternational de Cuentacuentos. Em 2017, recebeu, em São Paulo, o Troféu Baobá , para personalidades de destaque na arte lítero-narrativa. Foi curadora do projeto “Conte outra vez”, na Biblioteca Pública de Lagoa Santa (MG) e é promotora do “Piquenique Literário de Lagoa Santa”, que já está em sua 17ª edição.

Alessandra se apresenta na FLIPI na quinta e sexta, 16 e 17 de maio.

Atrações locais - Clube Literário Tamboril; contadoras de histórias Charmene, Lucinha e Maria Helena; promotora de leitura Elaine; grupo musical e Orquestra Sinfônica Jovem de Pirapora.

Oficinas

Nas noites de quinta e sexta, dias 16 e 17 de maio, haverá oficinas destinadas a professores da rede pública de ensino, ministradas pela produtora cultural e escritora Maria Sóter Vargas e pela artista plástica e educadora Marina Tomaz.

Homenagens Especiais
No sábado, 18 de maio, último dia do evento, haverá uma homenagem a professores de Língua Portuguesa, Literatura e Redação de Pirapora, além do Encontro de Escritores de Pirapora, intitulado: “Sonhar em palavras: um olhar barranqueiro”.