Mais Lidas
Profissionais da educação conheceram o parque de energia solar 29/09/2017 16:48

Primeira visita pública ao parque de energia solar

Autor(a): Larissa Rocha Foto: Ascom

Por meio de parceria com entre a Secretaria Municipal de Educação e a Limiar Engenharia, várias capacitações ambientais tem sido realizadas para os profissionais da rede municipal de ensino. Além das palestras e oficinas, a empresa que faz a gestão ambiental da obra de implantação do parque de energia solar em Pirapora proporcionou, nesta quinta-feira (29), uma visita guiada ao local de geração de energia.

“Realizar um trabalho socioambiental com a comunidade local faz parte das condicionantes para implantação da obra. Escolhemos trabalhar com os profissionais da educação justamente porque estes são propagadores de informação e assim podem levar a toda rede municipal de ensino a sensibilização quanto ao cuidado e preservação do meio ambiente”, informa Rafael Welter, Engenheiro ambiental responsável pela gestão ambiental do parque.

O Responsável pelas Políticas Pedagógicas da SEMED, Rodrigo Barbosa enalteceu a participação dos profissionais da rede municipal de ensino: “Os servidores dos diversos setores da educação participaram ativamente dos momentos de formação. Para presentear essa dedicação sugerimos à empresa de gestão ambiental que levasse as profissionais ao local da obra, uma vez que é uma forma didática e eficiente de entender o impacto e preservação ambiental de uma obra deste porte. Inclusive agradecemos a parceria da Limiar e o acolhimento das nossas sugestões”.

 

Aprendizado in loco

Logo na entrada do parque, as servidoras puderam observar a implantação das unidades de geração de energia, algumas já em funcionamento. Durante a recepção dos visitantes Fabíola Lustosa de Souza, Técnica de segurança, explicou os aspectos técnicos do dia a dia da obra. “É fundamental o cuidado e atenção aos detalhes de proteção individual e coletiva. E quem nos visita pode visualizar esse cuidado que promovemos aqui. Sempre digo: Nenhuma atividade vale o preço de se machucar. Queremos construir essa obra tão grandiosa, um dia de cada vez e voltar para nossas casas tão saudáveis como saímos”, reafirmou Fabíola.

Logo em seguida, a Engenheira ambiental Thuanye Peixoto explicou as proporções da construção do parque de energia solar, que quando concluído será o maior da América Latina: “São cerca de cerca de 600 trabalhadores de diversas nacionalidades e desenvolvendo várias atividades. Todo o parque, junto com a área de compensação ambiental, abrangem cerca de 850 hectares. A obra foi dividida em três fases e a primeira está concluída, sendo que já tem quatro unidades de geração de energia em funcionamento. Essa obra marca o nome de Pirapora na história, para sempre”.

 

Cuidado ambiental

Além da compensação ambiental relativa aos indivíduos nativos (árvores) que foram retirados, a empresa de gestão ambiental implementou também a cortina arbórea. “São arvores nativas do bioma predominante da região que é o cerrado. Elas ajudam a manter a característica própria do local e também reduzem a passagem de resíduos entre a obra e estrada”, explicou Thuanye Peixoto.

Todas as condicionantes ambientais e socioambientais são determinantes para liberação das licenças que permitem a implantação de todas as fases da obra dentro dos prazos devidos. A equipe de engenharia ambiental informou também que o cultivo das árvores é feito observando questões como o período chuvoso, para melhor forma de desenvolvimento das mesmas.

A secretária de educação Mara Bianca Santos Lopes Cardoso comemora a oportunidade de realizar mais esse momento de formação para as profissionais da SEMED. “A formação e vivência é fundamental para que nossos profissionais estejam sempre atualizados e possam levar uma educação cada vez mais de qualidade para as crianças do município. E melhorar cada dia mais a educação de Pirapora é uma meta minha e da Prefeita Marcella”, reforçou.