Mais Lidas
Várias instituições estão colaborando com o trabalho de revisão do plano diretor municipal. 17/11/2018 20:57

Capacitação das Câmaras Comunitárias do Plano Diretor

Revisão do Plano avança para o trabalho com a comunidade

Autor(a): Larissa Rocha/ASCOM Foto: ASCOM

Com foco principal de consultar a percepção da comunidade do município de Pirapora, as câmaras comunitárias da Revisão do Plano Diretor vão trabalhar a partir da formação que foi passada nos últimos dias 13 e 14 deste mês. Os grupos foram instituídos na primeira audiência pública, realizada no dia 02 de agosto deste ano, conforme inscrição do público sob orientação do regimento interno da audiência. Participou também desta formação o Grupo Gestor da Revisão.

A capacitação foi voltada para a análise da situação do município, com foco nas áreas da Revisão do Plano, que dirão do uso e ocupação do território do município. A abertura foi feita pela Presidente da Comissão Técnica de Revisão do Plano Diretor, Ana Paola Ramos, que frisou que o Plano Diretor trata das diretrizes deste trabalho, baseada nos parâmetros do Estatuto das Cidades. Ela reforçou também os setores envolvidos neste trabalho, além das equipes técnica e comunitária e as atribuições das câmaras.

No primeiro dia, foi passada uma dinâmica de avaliação denominada Análise SWOT, proposta que busca listar forças, fraquezas, oportunidades e ameaças às diversas situações enfrentadas pelo município de Pirapora.

“É uma forma de enxergar um município como um todo, pontuando fatores internos e externos e focando também nos pontos positivos. Em seguida os grupos se reuniram por câmara comunitária e fizeram a análise para apresentar aos colegas”, explicou a professora Erica Freitas, servidora municipal e membro da Equipe Técnica de Revisão do Plano Diretor, que ministrou a oficina.

 

Consulta pública

Já no segundo dia, após as apresentações dos grupos, o foco foi a construção do questionário que será aplicado à população para reunir a percepção dos cidadãos quanto aos temas que compõe o Plano Diretor.

A servidora municipal e membro da Equipe Técnica de Revisão do Plano Diretor, Juliana Veloso, palestrou sobre as técnicas de construção e aplicação de questionários. “Todas as câmaras tem autonomia para aplicar o conteúdo do seu tema de forma livre. Nossa intenção é passar uma metodologia que torne a coleta de dados mais eficiente possível, pois assim teremos um trabalho coerente com a proposta de revisão do plano e com os demais grupos. Além de trabalhar de forma eficiente, precisamos valorizar os dados colhidos com a participação de toda a população, dentro e fora das câmaras comunitárias”, reforçou.

“Essa capacitação foi muito produtiva, uma vez que reforçou o compromisso dos participantes presentes com o trabalho a ser realizado. Outro fator satisfatório foi a argumentação coerente passada por todos os participantes e também a qualidade técnica que cada um trouxe para construir uma análise coesa com a situação do município, o que soma muito no diálogo com a população e na construção das diretrizes que serão traçadas no Plano Diretor”, conclui Ana Paola Ramos, Presidente da Comissão Técnica de Revisão do Plano Diretor.

Em nome da administração municipal, o secretário de governo, Sinvaldo Alves Pereira, agradece as instituições que se inscreveram para participar do trabalho das câmaras comunitárias: Adesp, Aspira, Associação de Capoeira Amaê Berimbarte, Associação do Bairro Morada do Sol, Bioflor Consultoria Ambiental, Câmara Municipal de Vereadores, Conselho Comunitário de Segurança Pública – CONSEP, Conselho Municipal Da Criança E Do Adolescente, Conselho Municipal De Assistência Social – CMAS, Conselho Municipal De Desenvolvimento Rural Sustentável, Conselho Municipal de Direitos da Mulher, Conselho Municipal do Patrimônio Artístico e Cultural, Conselho Regional de Engenharia e Agronomia – CREA/MG, Defesa Civil Municipal, Empresa Municipal De Turismo – EMUTUR, Faculdade Alto Médio São Francisco – FUNAM, Instituto Federal Do Norte De Minas – IFNMG, Movimento Ecológico São Francisco de Assis – MESFA, Associação Comercial E Industrial – ACI, Grupo Center Data de Pirapora, Ordem Dos Advogados do Brasil – Subsecção Pirapora, Associação do Bairro São Geraldo, Serviço Autônomo de Água E Esgoto – SAAE, Superintendência Municipal de Transito – SUMUTRAN e União das Associações de Pirapora – UNAPIR.