Mais Lidas
Pirapora lança projeto Jogada Bacana 05/07/2018 10:32

Pirapora lança projeto Jogada Bacana

Autor(a): Thiago Matos Foto: Ascom

O esporte em Pirapora não para. Além do forte e decisivo apoio da Prefeitura aos campeonatos de Futebol e outras modalidades, agora chegou a vez de o poder público municipal garantir mais um projeto de inclusão social e esportiva. Trata-se do projeto Jogada Bacana, uma ação da Associação Pingo de Luz em parceria com as Secretarias Municipais da Família e Políticas Sociais; de Esporte, Juventude e Cultura; e da Faculdade FAC/FUNAM. O lançamento oficial ocorreu na noite de segunda-feira, 02/07, no Centro de Convenções. 

Segundo explicou a prefeita Marcella Fonseca, “estamos lançamento mais um projeto importante para o nosso povo. Este pretende oportunizar às crianças e adolescentes opções de esporte e lazer que preencham o ‘tempo livre’ com atividades que de modo simultâneo sejam prazerosas, transmissoras de valores morais, éticos e promotoras de cidadania”. 

Durante o lançamento do projeto, crianças fizeram apresentações culturais e de dança. De acordo com a secretária Heloísa Gribel, “esse é mais um sonho de nossos colaboradores que agora se torna realidade por determinação e forte apoio da prefeita Marcella. Afinal, esporte é uma ferramenta de auxílio no processo de desenvolvimento educacional, social e de saúde do ser humano”. 

A inclusão social a ser proporcionada pelo projeto Jogada Bacana, vai de encontro ao trabalho que vem sendo desenvolvido na Secretaria de Esportes, Juventude e Cultura, segundo o secretário da pasta, Aldair Delfino. "O Jogada Bacana será mais um mecanismo em função da inclusão, por meio do esporte. Em todos os eventos, competições e atividades que desenvolvemos ou apoiamos, o esporte para todos é o nosso ideal. Parabenizo a Associação Pingo de Luz, a secretária Heloísa Gribel, a Funam e todos os envolvidos nessa iniciativa histórica para Pirapora."

 

Serviço

 

É público alvo deste projeto crianças e adolescentes do município de Pirapora/MG que estejam na faixa etária entre 09 a 14 anos em situação de vulnerabilidade social e sejam referenciadas dos equipamentos sociais da SEFAM, da Associação Pingo de Luz e encaminhadas pelo Conselho Tutelar. Para efetivar a participação da criança e do adolescente seus responsáveis deverão assinar um “Termo de Adesão”.

A participação dos usuários estará condicionada a matrícula e frequência escolar em torno de 80%, através da apresentação de declaração comprobatória expedida pela escola. E será realizado um acompanhamento das médias escolares (trimestralmente), que deverá ser no mínimo média 60 (sessenta). Já que as atividades serão desenvolvidas no contra turno escolar.

 

Mais informações: 38.3740.6089 ou 38.3740.6091