Mais Lidas
Nota oficial sobre a situação do aluno da Escola Coeli Ribas 06/04/2018 16:39

Nota oficial sobre a situação do aluno da Escola Coeli Ribas

Autor(a): SEMED Foto: E. E. Coeli Ribas

A Prefeitura de Pirapora, por meio da Secretaria Municipal de Educação, informa a toda população do município que o trabalho de inclusão cotidiano é uma das prioridades do plano de ação pedagógica da rede de ensino.

Referente ao vídeo divulgado mostrando uma situação de bullying com o aluno Daniel Pereira de Assis, da Escola Municipal Coeli Ribas, ressaltamos que toda a SEMED foi surpreendida com o fato. Isso porque, Daniel, que está no quinto ano do ensino fundamental, é um aluno engajado em todas as atividades da unidade. Exemplo disso, é a participação do menino nas apresentações da confraternização da páscoa, realizada na quarta-feira (25/03) na escola.

Ainda sobre o vídeo, como o mesmo foi divulgado na véspera do feriado prolongado, a Secretária Municipal de Educação, Mara Bianca Santos Lopes Cardoso, e o Responsável pelas Políticas Pedagógicas da SEMED, Rodrigo Barbosa, marcaram uma reunião com a direção da escola para a segunda-feira (02/04).

A reunião da SEMED com a direção e equipe de apoio teve participação do Conselho Tutelar. O órgão foi acionado pela SEMED para acompanhar as ações da escola no tratamento ao assunto, com alunos e seus responsáveis, e para que tomassem as medidas legais, uma vez que foi veiculado imagens de crianças sem autorização dos responsáveis, colocando em risco a vida dos alunos envolvidos. O diálogo foi acompanhado também por uma equipe de imprensa regional.

A diretora da unidade, Mônica Chrystina Rodrigues Silva, ressalta seu sentimento de pesar pelo fato: “Estamos abertos ao diálogo em toda e qualquer situação. Pois, a escola só é a realidade através da comunidade. Nosso trabalho é proporcionar um ambiente que leve mais que alfabetização. E aqui, na Coeli Ribas, assim como em todas as unidades do município, buscamos realizar este trabalho diariamente. Lamentamos que o Daniel tenha que passar por essa situação e nos deixamos a disposição da família para o diálogo”.

Foi realizada também, com os pais dos alunos envolvidos no caso, uma reunião para esclarecimento do fato, sensibilização das famílias e abordando também a volta do Daniel à escola.

“Quando um fato como este toma esta proporção, de toda forma o mais prejudicado é o aluno, que já precisa lidar com suas limitações e vai carregar esse estigma para sempre. Isso afeta o menino. Mas a maior lição que podemos aprender, vem do próprio Daniel: a superação da deficiência e a alegria de viver mirando nos sonhos que ele sabe que vai conquistar através da educação. Só quando transformamos a vida dos nossos pequenos para melhor é que o nosso trabalho vale a pena”, ressalta a secretária Mara Bianca.

Além disso, o Setor de Apoio a Educação Especial acompanha de perto os casos de alunos que precisam de atendimento educacional especializado, em toda a rede municipal. “Lembramos ainda que, além de desenvolvermos várias atividades durante o ano, instituímos desde o ano de 2017 a Semana da Educação Especial. Período onde as escolas se dedicam exclusivamente ao tema e que além de fazer parte do calendário escolar, passou a fazer parte do calendário oficial do município através de um Projeto de Lei apresentado pelo Vereador Luciano”, informa Mara Bianca Santos Lopes Cardoso, Secretária Municipal de Educação.

A secretária finaliza ressaltando que a SEMED realiza várias atividades durante o ano letivo, em toda rede municipal, que promovem a inclusão social e os valores de respeito e amor ao próximo.