Mais Lidas
Mulheres se organizam durante campanha do mês de março 26/03/2018 13:35

Autocuidado e companheirismo em prol dos direitos da mulher

Autor(a): Larissa Rocha/ASCOM Foto: ASCOM/Clube Literário Tamboril

O Centro de Referência da Mulher (CREMP) em parceria com o Conselho Municipal dos Direitos da Mulher (CMDM) de Pirapora desenvolve ações durante o ano inteiro. São discutidas as questões da violência contra a mulher e é trabalhado com as cidadãs piraporenses o empoderamento e autonomia.

Ainda assim, Março é um mês emblemático na luta das mulheres. Em 2018, o CREMP e o CMDM trouxeram uma programação itinerante, com o intuito de fazer a mulher refletir sobre sua trajetória, suas lutas, suas deficiências e necessidade de mudanças.

“Buscamos mostrar que cada mulher precisa olhar para si e cuidar da sua autoestima. Além disso, tentamos debater a conjuntura histórica e política, que traz inúmeros desafios para as mulheres, no que diz respeito ao acesso, a saúde, a autonomia dos seus corpos e suas vidas”, avalia Kênia Barros, referência técnica do CREMP e presidente do conselho da mulher.

Além de contar com a estrutura da Secretaria Municipal da Família e Políticas Sociais (SEFAM), o CREMP e o CMDM contaram com a parceria de instituições, grupos, coletivos e pessoas que contribuíram para um programação repleta de sororidade.

 

Feira de trocas e saberes

Parte do projeto “Inspirações Femininas” do Clube Literário Tamboril, a feira foi realizada no sábado (17/03) no Instituto Federal do Norte de Minas – Campus Pirapora (IFNMG). O dia foi repleto de oficinas como ioga, reiki, dança, fotografia, tranças e turbante, entre outas.

“O encontro é uma forma de valorização das participantes, onde cada mulher pôde tomar consciência da sua importância para a coletividade. Pois, mulheres são como as águas, crescem quando se encontram!", ressaltou Madame Zuzinha durante abertura da Feira.

 

Círculo de Mulheres

Já no último sábado (24/03), o momento foi de cultivar o autocuidado e empoderamento das mulheres através da conexão intima com si mesma, buscando energia para o bem estar pessoal e em sociedade.

“Com o tema ‘O sagrado feminino’, buscamos trabalhar: aumento do vínculo afetivo; criação de um espaço de segurança e amor para ser, integralmente, com as dores e amores que todas temos; a espiritualidade é estimulada pela partilha, meditação e reconexão com o nosso ser mais profundo e fortalecimento do feminino além do círculo”, explica a instrutora de ioga, Klênia Nunes, que conduziu a atividade.

Essa programação reflete a importância das mulheres em protagonizar a mudança que precisamos na sociedade, para superar a opressão do patriarcado. “Fico muito feliz de participar de momentos como esse, pois fortalecem o pessoal e coletivo. Além disso podemos tratar o combate a violência por uma perspectiva ativa, pra além da violência doméstica”, comenta a aposentada Nancy.

Participe da culminância da campanha do mês de março, nesta quarta-feira, 28/03, as 18 horas, no Projeto Orla em Movimento, na Orla Fluvial.