Mais Lidas
SAAE participa da Expedição Científica Amigos das Águas 28/09/2018 15:02

SAAE participa da Expedição Científica Amigos das Águas

Autor(a): Ascom SAAE Foto: Ascom

Pela 14ª vez seguida, o SAAE – Pirapora/MG participou da Expedição Científica Amigos das Águas, que em 2018 completou 29 anos de trabalhos em prol do rio São Francisco. Entre os dias 07 a 09 de setembro, colaboradores da autarquia percorreram aproximadamente 200 km pelas águas do Velho Chico, entre as cidades de Três Marias e Pirapora. 

Neste ano participaram da expedição o biólogo,Patrick Nascimento Valim e o engenheiro e gerente operacional,Marcelo Barnabé.“Desde 2004, de forma ininterrupta, uma equipe do SAAE navega pelas águas do rio São Francisco e seus principais afluentes, com o objetivo de conhecer a situação do rio”, explicou Valim. 

Segundo o biólogo é um trabalho bastante técnico, com registros fotográficos e coleta de amostras de água. "Ao longo das participações, o SAAE coletou amostras de água em diferentes situações, como chuva, seca, rio com água limpa ou turva, isso faz com que tenhamos um banco de dados bastante significativo das variações do rio São Francisco. Esse ano fizemos 10 análises diferentes no Velho Chico e em alguns afluentes, como norio Abaeté, rio de Janeiro e córrego Formoso. Ao todo foram quatro pontos de coleta”, disse o colaborador. 

Ainda de acordo com Valim, os resultados obtidos foram comparados com a resolução do Conselho Nacional de Meio Ambiente (CONAMA) - 357/2005 e estiveram dentro do aceitável, ou seja, as águas do São Francisco podem ser usadas para o abastecimento da população, após o tratamento convencional, assim como também, paraa recreação, agricultura, pesca e demais atividades. “Dentre os parâmetros analisados, somente fósforo esteve acima do determinado pela normativa em vigor, que estabelece como limite o valor de 0,1 mg/L. Em Três Marias os resultados foram de 0,17 mg/L, já no rio Abaeté 0,18 mg/L e no rio de Janeiro 0,16 mg/L. Porém, é importante frisar que esses dados não indicam que a água cause mal para saúde. É apenas um indicativo que medidas precisam ser tomadas para que a sua qualidade atenda a legislação”, observou o biólogo.