Boletim e recomendações sobre o Covid-19

O uso de máscaras é recomendado para prevenção ao contágio pela Covid-19 para pessoas com sintomas gripais, profissionais em estabelecimentos de saúde com atendimento direto ao paciente, também para usuários, como para visitantes, idosos, pessoas imunossuprimidas e com comorbidade. Também em locais com pouca ventilação e ambientes fechados, como: transportes coletivos, escolar e nos serviços de transporte por táxi ou aplicativo, e ainda naqueles locais onde há grande aglomeração.

 

SESAU lança a campanha “Dezembro Laranja”: Não espere até sentir na pele

O dia 1 marca o início do Dezembro Laranja, mês dedicado à conscientização sobre o câncer de pele. Ao longo de todo mês, estão previstas algumas atividades e atendimentos. O objetivo da campanha é alertar e informar a população sobre os riscos dos tumores cutâneos, principalmente o melanoma, que, embora menos frequente, é mais agressivo, tem maior poder de metástase e é responsável pela vasta maioria dos óbitos causados por tumores cutâneos.

De acordo com o Painel de Oncologia, do Ministério da Saúde, em 2020 houve 781 diagnósticos confirmados de melanomas. Em 2021, foram 724, o que representa uma redução de 7%. Em 2022, até o mês de outubro, houve 572 diagnósticos confirmados, portanto já acima da estimativa do INCA , de 540 casos. Para as neoplasias não melanoma, os números chegam a 5.231 (2020), 5.939 (2021) e 4.579 (até outubro de 2022).

Aqui no Brasil, o câncer de pele já é uma questão de saúde pública. Em dezembro, justamente o mês em que se inicia o verão, época do ano onde é registrado um aumento no número de casos de câncer de pele, a Sociedade Brasileira de Dermatologia trabalha a campanha do Dezembro Laranja.

A campanha Dezembro Laranja foi criada em 2014 pela Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD). A ação faz parte da Campanha Nacional de Prevenção do Câncer de Pele. Desde 1999, um mutirão anual de atendimentos gratuitos que já beneficiou mais de 600 mil pessoas. O câncer de pele é o tipo mais comum no mundo. Em um país tropical como o Brasil, onde o sol e o calor predominam durante a maior parte do ano, o quadro não é diferente.

A manifestação da doença se dá com o surgimento de uma pinta escura, de bordas irregulares, que também pode coçar ou descamar. Em casos de uma pinta ou sinal que já existia, ocorre o aumento do tamanho, alteração na cor e no tamanho da lesão, que passa a apresentar bordas irregulares.

Diagnóstico precoce

A exposição elevada aos raios ultravioleta é a principal causa do melanoma, e quem possui pele clara e/ou com muitas manchas está mais vulnerável à doença. O excesso de raios UV pode levar à mutação do DNA dos melanócitos. Se não for diagnosticado precocemente, o melanoma pode avançar para os nódulos linfáticos e outros órgãos do corpo, como fígado e cérebro. Por isso, quanto mais cedo for diagnosticado, maior a chance de recuperação.

Tratamento

Em  fase inicial, ele deve ser tratado com a cirurgia de remoção da lesão e, depois disso, com uma segunda cirurgia para remoção de das margens em volta da lesão para garantir que o tumor não volte naquele local. De todos os tratamentos, é considerado o mais simples e menos agressivo. Por isso, o diagnóstico precoce é tão importante: ele evita que o paciente tenha que se submeter a tratamentos mais intensos, como a quimioterapia, terapia alvo e/ou imunoterapia.

Prevenção

No caso do melanoma, a prevenção é, de fato, o melhor remédio. Através da regra do ABCDE é possível avaliar pintas e sinais suspeitos. É recomendável consultar um dermatologista ao menos uma vez por ano para fazer um mapeamento corporal generalizado e identificar possíveis riscos.

No site da Sociedade Brasileira de Dermatologia, no endereço sbd.org.br/dezembrolaranja, é possível saber onde acontecerão os atendimentos presenciais em cada estado, na edição deste ano da campanha Dezembro Laranja.

Comunicado da Farmácia de Minas

Nos dias 7, 8 e 9 não haverá o funcionamento na Farmácia de Minas, devido a reforma e mudança de endereço. A Sesau informa também que, até o dia (6.12) as pessoas poderão buscar seus medicamentos de forma adiantada, sem precisar esperar a receita vencer.

Campanha de Prevenção e Tratamento ao HIV/AIDS

A Campanha Dezembro Vermelho foi instituída no Brasil como forma de gerar mobilização nacional na luta contra o vírus HIV-Aids, e outras ISTs (Infecções Sexualmente Transmissíveis). A ação objetiva, ainda, chamar a atenção para a prevenção, a assistência e a proteção dos direitos das pessoas infectadas com o HIV.

Em Pirapora, o Centro de Promoção à Saúde estará realizando palestras e panfletagens (ELECNOR no dia 15.12 e nas feiras), e um conjunto de atividades relacionadas ao enfrentamento das ISTs em consonância com os princípios do Sistema Único de Saúde (SUS). “A iniciativa começou neste dia (1.12), Dia Internacional da Luta contra a AIDS, por meio de uma entrevista na rádio 98 Fm, com médico-clínico Dr. Rafael Antunes, e o Farmacêutico, Flávio Natalício”, contou a coordenadora do CPS/CTA, Fernanda Correia.

O farmacêutico Flávio Natalício, em entrevista à emissora, falou sobre o preconceito, “não se pode falar do tema HIV-Aids sem dissociá-los dos vocábulos discriminação, preconceito e estigma. Infelizmente isso ainda acontece com pessoas desinformadas, inclusive no âmbito trabalhista, são práticas discriminatórias na relação de emprego e relações interpessoais que fere à dignidade do trabalhador, e ao princípio da igualdade. A proibição da discriminação é garantia constitucional”.

O médico, Dr. Rafael Antunes informou ainda que para haver a transmissão, o líquido contaminado de uma pessoa tem que penetrar no organismo de outra. Isto se dá através de relação sexual (heterossexual ou homossexual), também ao se compartilhar seringas, em acidentes com agulhas e objetos cortantes infectados, na transfusão de sangue contaminado pode acontecer, mais hoje em dia é muito difícil, e na transmissão vertical da mãe infectada para o feto, durante a gestação ou o trabalho de parto e durante a amamentação. Hoje em dia, o paciente soropositivo tem a possibilidade de viver com qualidade de vida, pois ao seguir as recomendações médicas, ele tem acompanhamento clínico adequado durante as consultas periódicas”.

Segundo informações do Secretário de Saúde Rafael Lana, “no Brasil, 92% das pessoas em tratamento já atingiram o estágio de estarem indetectáveis, ou seja, é o estado em que a pessoa não transmite o vírus, e consegue manter a qualidade de vida sem manifestar os sintomas da Síndrome da Imunodeficiência Adquirida- Aids, uma conquista que se deve ao fortalecimento das ações do Ministério da Saúde para ampliar a oferta do melhor tratamento disponível para o HIV com a incorporação de medicamentos de primeira linha, para tratar os pacientes”.

Encerramento da Campanha Novembro Azul

No encerramento da campanha ‘Novembro Azul’, a Secretaria Municipal de Saúde de Pirapora realizou a “Corrida Novembro Azul” em parceria com o Conselho Municipal de Saúde e Secretaria de Esportes, com o objetivo de alertar para a importância do movimento e do diagnóstico precoce do câncer de próstata, o mais frequente entre os homens brasileiros depois do câncer de pele.

Aproveitando as celebrações em torno do tema, a Sesau-Pirapora realizou neste mês várias ações na cidade, e a data transformou-se no maior movimento em prol da saúde masculina. Foram feitas palestras, atendimentos, corrida para a comunidade e entrevistas com profissionais de saúde.

Conforme dados do INCA, foram diagnosticados 68.220 novos casos de câncer de próstata e cerca de 15 mil mortes/ano em decorrência da doença no Brasil, para cada ano do biênio 2018/2019, o que representa 42 homens morrendo por dia por causa da doença e aproximadamente 3 milhões convivendo com ela.

“O movimento quer conscientizar, ainda mais, a população masculina sobre a necessidade de cuidar do seu corpo e também da mente. Praticar exercícios, ter uma alimentação equilibrada, praticar sexo seguro, cuidar da saúde mental e, também, fazer o exame da próstata, periodicamente é fundamental”, relatou o secretário de Saúde de Pirapora, Rafael Lana.

Dia “D” Novembro Azul em Pirapora

Nesta quarta-feira, 23 de novembro, a Secretaria Municipal de Saúde de Pirapora promoveu um evento dedicado a saúde do homem, o “Dia D Novembro Azul” foi realizado com a palestra proferida pelo médico urologista, Dr. Lucas Fraga, às 16h, no auditório do Centro de Educação Permanente em Saúde.

O médico Dr. Lucas Fraga Corrêa mostrou os dados sobre o assunto, e reforçou a importância dos cuidados, prevenção do câncer próstata e doenças em geral, incentivando a todos a buscarem o atendimento médico para a consulta (exames de sangue e toque retal). “As consultas devem ser feitas a cada 12 meses. homens acima de 40 anos com histórico familiar fortemente positivo para câncer de próstata e homens acima de 45 anos devem realizar, anualmente”, destacou. Ele também falou sobre os fatores de risco, e mostrou o Mapa da Obesidade no Brasil.

Representando a Secretaria Municipal de Saúde de Pirapora, as seguintes autoridades: da Atenção Primária, Gilson Nascimento, da Vigilância em Saúde, Mário Cristiano e do Setor de Oncologia, Priscila Miranda.